como turbinar o seu roteador

Aprenda a Turbinar seu Roteador: Aumente a Estabilidade, Vida Útil e Desempenho do seu Aparelho

O sinal do wi-fi não está legal? Aprenda a turbinar o seu roteador aumentando a vida útil, potência e estabilidade do aparelho através de um simples procedimento.

É comum um roteador travar durante o uso, quase sempre no meio de um downloadou durante uma conversa importante pelo WhatsApp. A solução é sempre a mesma: resetar o roteador, desligando/religando momentaneamente a fonte de alimentação.

Embora isto costume funcionar, não elimina o causador do travamento e o roteador poderá voltar a travar sem qualquer aviso novamente.
A maioria dos fabricantes de roteadores, para reduzir custos (e enfrentar a concorrência), não costuma refrigerar a CPU e o chip que cuida da transmissão e recepção do WiFi que acabam aquecendo muito. Além dos travamentos inconvenientes e repetitivos, o superaquecimento dos componentes causa fadiga térmica, reduzindo a sua vida útil.

Há também um outro inconveniente: os chips da CPU e do WiFi, para se salvaguardarem das consequências de um superaquecimento, possuem um circuito de proteção térmica interno que reduz a frequência do clock da CPU e a potência do WiFi quando ultrapassam uma determinada temperatura. Um roteador com 150 mW nominais, pode estar trabalhando com apenas 80 mW sem que ninguém saiba, reduzindo a sua potência e, consequentemente, sua área de cobertura.
Este problema pode ser definitivamente resolvido, apenas colando um dissipador térmico na superfície destes chips, algo muito fácil, sem a necessidade de qualquer conhecimento técnico por qualquer pessoa que já tenha trocado um dia na vida uma lâmpada elétrica.
Como turbinar o seu roteador?
• Desligue todos os cabos ligados ao roteador.
• Numa mesa, abra o roteador removendo os parafusos localizados na parte inferior.

• Com o roteador sem a tampa, religue todos os cabos e coloque-o para funcionar normalmente.

• Após alguns minutos, usando o dedo (dedômetro), toque cuidadosamente nos chips marcados com um círculo na foto e anote aqueles que estão aquecendo. Você irá se surpreender: há casos em que o chip fica tão quente que é impossível manter o dedo em sua superfície.

• Após a identificação dos chips ‘quentes’, desligue todos os cabos novamente e na mesa com ele ainda aberto, cole os dissipadores em cima dos chips com cola epóxica (tipo Araldite), usando apenas uma camada muito fina para que o chip e o dissipador não fiquem muito afastados entre si (desafortunadamente, o Araldite é um péssimo condutor térmico).
IMPORTANTE: Não use cola acrílica (tipo Super-Bonder) nem cola plástica (tipo Tenaz) pois ambos derretem com o calor.
• Espere a cola endurecer, feche o aparelho, reconecte os cabos e o roteador agora ‘turbinado’, estará pronto para trabalhar novamente.

Estes dissipadores podem ser encontrados facilmente em vários tamanhos nas placas de sucata de qualquer técnico de manutenção de computadores. Escolha um tamanho que cubra a superfície do chip mas não tão grande que encoste em outros componentes da placa.
Além de estar resolvendo um problema, com a reciclagem estarás contribuindo com um grão de areia para a desintoxicação do nosso planeta, a nossa casa. Procure reciclar sempre tudo o que for possível, reduzindo ao máximo a produção de lixo!
Finalizando, eu pessoalmente já fiz esta modificação em três roteadores e, em dois deles a potência do WiFi aumentou, melhorando significativamente a sua área de cobertura.
Mãos à obra e bom trabalho!

DICA: Para aqueles que não conseguirem encontrar o dissipador (foto acima), podem ir à sede da Gigalink que as atenciosas recepcionistas fornecerão* alguns disponíveis graciosamente no balcão de atendimento (material reciclado de equipamentos danificados).
*Peças disponíveis nas lojas Gigalink, sujeito à disponibilidade.
Engº Paul Holfinger | Autor do blog paulholfinger.blogspot.com.br
Não nos responsabilizamos por possíveis danos causados ao aparelho pelo procedimento. Caso necessite de ajuda, procure auxílio de um técnico.

0 0
Feed